Pular para o conteúdo principal

ele era...

vou fazer esse post mais por uma questão de compromisso meu comigo mesma porque ele foi há 10 dias
é.... 10 dias...
meu avô foi incrível na minha vida, para dizer o mínimo, eu sinceramente desde domingo retrasado quando ele faleceu me sinto vazia, por quê? Não tenho a menor ideia visto que nós não eramos próximos desde que me mudei do fundo da casa dele, mas depois que ele morreu... ele não está mais lá para aprovar minhas atitudes e decisões
claro que isso pode ser um sentimento que eu me condicionei, mas é o que eu sinto, a batalha para o "sucesso" parece que perdeu uma motivação muito grande
não vai mais haver aquela conversa de que meu vô falou que eu devia fazer isso, ele disse que isso foi uma boa atitude, ou que minha nossa ele não esperava isso mas eu ainda posso me esforçar para consertar, para ele ver que está tudo sob controle

ah... nada nunca esteve sob controle

eu de verdade queria saber o que ele achava de mim
eu sei o que ele pensava, ou dizia pensar de algumas pessoas mas sobre mim, nada!
talvez eu estou aqui me preocupando mas eu sou a neta mais velha que deu um bisneto antes de ele nascer e me perdoe dizer só isso por que eu sei q isso não é só, mas só isso
se ele não pensava "mal" de mim já seria o bastante eu acho, mas eu nunca vou saber,,,

minha irmã diz q tem sonhado com ele toda noite, minha culpa talvez, mas já conversei com Deus na segunda-feira que da minha parte meu vô está liberado para esperar o grande dia, seja lá onde for a espera das Testemunhas de Jeová, expliquei e senti que haverá tristeza e saudade (quanta saudade), mas estou bem e de boa, satisfeita com o rumo que tem tomado, assustada com o futuro mas eu acho q dou conta... Deus sabe dos pesos que conseguimos aguentar né?!

enfim... foi, era
mas desculpe, vou pensar nele pq "aqueles que amamos nunca morre, apenas partem com a esperança de um dia encontra-los novamente" e o moço do salão no enterro falou algo assim, então fico em paz de sentir meu sentimento
mas pode ir vô

só um PS, aquele no caixão já não era mais ele,,,

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ele é

ontem de noite eu fui visitar meu avô no hospital, no Mario Covas em Hortolândia...
meu avô, pai da minha mãe...
fomos eu e a Gui, ficamos das 20h as 20h30, horário de visita porque ele esta em coma induzido

é...
a vida de adulta não fica mais fácil

bom, eu fui visitar meu avô e eu segurei a mão dele por 20 minutos, em vida eu não sei de um dia que segurei a mão dele por tanto tempo, tinha quando eu era pequena que ele deixava eu subir a rua com ele para ir no mercado que brincávamos de "teje preso e teje solto" (as vezes em casa também) e com isso ele me segurava pelo braço e eu tentava fazer e errava sempre, mas era o contato físico que nós tínhamos, nunca fui de pedir bença e ele nunca foi de beijos e abraços
acabou que depois de maior eu não tinha nenhum contato físico com ele e ontem eu fiquei 20 minutos segurando a mão dele, 20 minutos que minha mãe falou que demorariam a passar mas voaram, acho que eu poderia passar um período ali, mas não seria saudável porque meus o…

não é fácil...

e "se fosse fácil que graça teria?"... eu cresci ouvindo meu pai falar isso sempre que eu tinha um probleminha, sempre que alguma coisa dava errado
meu pai está certo eu acho
valorizamos mais quando é difícil, quando sofremos. Não por masoquismo, mas porque somos humanos e quando vem muito fácil achamos que não vale a pena... ah esses humanos

mas tá difícil...
hoje estou feliz, estou feliz agora na verdade, nesse momento estou ouvindo Skank e "dançando" na minha mesa no escritório (não me julguem por estar escrevendo enquanto trabalho, os arquivos estão carregando na nuvem), o dia esta lindo e hoje tem evento de noite com pessoas que eu amo
um evento que acho q minha mãe e meu pai não irão porque esta muito difícil e eu não posso fazer nada quanto a isso, na verdade o que eu posso fazer é ir no evento para eles terem certeza que eu estou bem
estou tão preocupada com o futuro quanto eles, mas estou bem e feliz

do que estou falando?
eu explico
em março do ano passado…