Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2017

aquele sentimento bom que pode ter uma saudade

Hoje eu sonhei com meu vô, foi a primeira vez, talvez a primeira vez na vida que eu tenha sonhado com ele... ele apareceu só um pouquinho e foi ótimo acordei com saudade e o olho com lagrima, mas feliz, muito feliz estava tudo bem, sempre esteve tudo bem
no sonho eu estava na mãe indo pra casa dele e tinha muito barro, começou a chover, muita gente... caos familiar (quem nunca), estávamos de moto, depois de bicicleta e no final a pé, mas quando chegamos tinha que tirar umas coisas do porta malas (pois é, como moto e bicicleta teria porta malas?) quando chegamos eu entrei toda atrapalhada e lá estava ele na área, olhando com aquela cara de desdem? sem vergonha?... uma cara que só ele sabia fazer de "olha só como a Letícia é atrapalhada, boazinha, mas atrapalhada" e ele foi ajudar com as coisas que tinha que tirar do porta malas, sorrindo, botões da camisa um pouco abertos  e brigando, brigando é modo de dizer porque não me lembro de alguma vez que ele brigou comigo, ele não …

para não...

eu preciso desabafar para não desabar
ou talvez eu já esteja desabando...
AAAAAAAAAAHHHHHHHH
minha cabeça esta até começando a doer tamanho meu desespero
eu não estou mais dando conta da carga emocional do meu emprego, eu não dou mais conta das pessoas acharem que eu gosto ser idiota, eu não dou mais conta das Fs (que nem são) acharem que eu sou feliz por gostar do que elas gostam, meu Deus eu nunca falei que gostava das coisas que elas acham que gostam
não são elas todas, são duas das quatro e uma eu sequer tenho que lidar então...
então a uma que sobra está me enlouquecendo...
e a carga psicologística é o pior, a divida eterna que ela decidiu que eu tenho com ela

as vezes eu estou com a faca e o queijo na mão e tão exausta da situação que mal consigo me mexer, qualquer movimento pode ser tão brutal

e-mails que eu não precisava saber
decisões que eu não acho corretas em tomar
pessoas que eu não queria lidar

me explica como ser contadora (sem clientes porque no papel só que eu sou con…